Google+ Pictuelle Photography: [Crônica] Porta à moda antiga

29 de setembro de 2011

[Crônica] Porta à moda antiga

Porta antiga old dor
A história que conto agora não deixa de ser uma crônica. Eu estava indo ao supermercado. Pães de milho deliciosos são vendidos lá. E era atrás deles que eu ia. Mas eis que me deparo com algumas bizarrices aqui, outras fantasias ali… Claro que no meio desta algazarra de acontecimentos eu não poderia sair de casa sem uma câmera fotográfica. Tive que registrar tudo no celular mesmo, mas deu pro gasto.
Fotografei várias coisas pelo caminho, sempre em mente a atualização do Patches and Pictures, que, admito, está parado há um tempo considerável.
Ao passar por uma mecânica, verifiquei uma estranha entrada ao lado dela. Eis a “porta à moda antiga”.
Mas, e este título à crônica e à imagem, o que justifica?
Estava eu, projetando contorcionismos com o corpo para tirar a foto ideal. Fotografei uma muito boa, mas me decepcionei ao olhar ela com atenção: a câmera, não sei como, mas havia cortado uma pequena parte da imagem voluntariamente. Tudo bem… Mas voltando ao momento em que fotografava, ao lado da entrada antiga, havia uma garagem aberta. Observei que um homem e uma mulher carregavam um pilar de ferro para dentro dela. Quando a mulher voltou para fora, perguntou:
_ Tirando algumas fotografias?
_ Ah, sim. Tenho um blog de fotos e pretendo publicar uma imagem desta entrada lá.
Ela meneou a cabeça e foi-se para dentro da garagem novamente. Voltou apenas para dizer:
_ Pode colocar o nome de “Porta à moda antiga”.
_ Ótimo! Boa ideia. É o que farei.
Assim, o título foi “criado”.
Mas ainda há mais uma parte da história a ser contada. Após a conversa com a mulher que sugeriu o título da imagem, despedi-me e agradeci pela sugestão. Segui meu fluxo, o mercado. Mas minha mente estava em outro lugar…
O que havia atrás daquela porta? Talvez estivesse vão, mas não descartava a hipótese de ter relíquias ali. O que aconteceu ali, há muitos anos atrás? Desde que nasci moro na mesma cidade e não lembro de ter visto algum tipo de manifestação vinda do lado de dentro da porta. Sempre foi do jeito que na imagem está.
Pensando assim, agora chego a ter calafrios! Estaria alguém me vigiando, com olhos atentos e camuflados na escuridão que se mantinha do outro lado da porta? Estaria eu correndo perigo enquanto prestava atenção na pequena tela de cristal liquido que estava em minha frente? Prefiro não refletir muito sobre o assunto. Tirem suas próprias conclusões, eu paro por aqui!

Comentário adicionado por Mateus em 5/4/12:


Este dia foi muito legal, simplesmente pela sugestão e pelo interesse desta mulher em minha fotografia. Que eu lembre ela não era uma mulher, já era uma senhora. A crônica foi adaptada, mas aqui lhes revelo a verdade. O resto é tudo verídico.

Humor: Ainda pensando sobre minhas mudanças de conceitos, assim como coloquei na postagem A balada das flores.