Google+ Pictuelle Photography: A resposta da lua

6 de janeiro de 2012

A resposta da lua

Ó, moço sereno
de olhos voltados pro céu
Não queira ficar a espera
de uma chorosa de véu

Eu não sou como tu pensas
Sou o réu, tu o malsim
Não adianta, a defesa é fraca
e você vai ganhar, por fim.

Eu sou uma grande domadora,
não queira olhar pra mim
Pois eu não sou nem singela
e muito menos assim
Assim, deste jeito que pensa,
assim, deste modo que estima.

Hora sou prata, outra sou ouro
Canto em coro e por quê o choro?
Chorando, chorando,
vou fazer chover.
Chover minhas lágrimas,
espalhar meu mim.